Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Canela


Receber  Cancelar


Direção
Secretarias
Serviços


Lista de Deputados Federais - RS e seus e-mails


Lista de Senadores/RS e seus e-mails


Abaixo Assinado Redução da Jornada de Trabalho






Benefícios para os Sócios do Sindicato


Com o término da Sede temos agora local para realizarmos nossas assembléias e reuniões, no Auditório está previsto a acomodação de 80 pessoas sentadas e também poderá ser utilizado para confraternizações dos sócios, já que no espaço dispomos de churrasqueira, freezer e fogão. Regulamento - (Veja normas para uso) Por isto companheiro, venha se associar no Sindicato e usufruir de mais este benefício. Para usar este espaço deve-se fazer agendamento junto a secretaria do Sindicato.
Horário de Atendimento:
Segunda à Sexta das 8h às 12h e de 13h30min às 18h.


ATENDIMENTO NO SINDICATO:
DR. GERALDO - Clínica Geral e Medicina Preventiva
Segunda à Sexta das 15hs às 18hs.

Temos um novo convênio odontológico em Canela, será junto à sede do Sindicato, sendo que o trabalhador pode apresentar a carteira de sócio ou apresentar a autorização solicitada no Sindicato.
PLANTÃO MÉDICO DO TRABALHO: Agendar pelo fone: 54-3282-3093.
PLANTÃO ADVOGADA: Agendar pelo Fone: 54-3282-3093.
EVOLUÇÃO SALARIAL da nossa categoria
Histórico do Primeiro de Maio
Contribuição Negocial
NOTA: Informamos aos trabalhadores da categoria metalúrgica que quiserem manifestar OPOSIÇÃO a contribuição negocial junto ao sindicato, a mesma deverá ser de forma individual e presencial, que será dia 22 e 23 de setembro de 2014 nos seguintes horários: manhã 8h às 11h, tarde: 13h30min às 16h30min. As empresas não poderão incentivar, promover ou patrocinar campanhas junto aos trabalhadores no sentido de impulcioná-los individual ou coletivamente a comparecer à sede do Sindicato para manifestar sua oposição. Tal procedimento, por qualquer integrante da Empresa, caracterizará ato anti-sindical, passível de responsabilização cívil e criminal.


Agenda do Sindicato

1 - Reunião com Empresas: Sobre Câmaras de Vigilância;
2 - Agendamento de reuniões com as empresas da região sendo definidas;
3 - Agenda de Mobilização da categoria permanente;
4 - Mobilização Geral da categoria, fique atendo as informações que serão divulgadas;


ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRORDINÁRIA DO DIA 28/03/2014

Aos vigésimo oitavo dia do mês de março de 2014 às dezenove horas em primeira convocação e as dezenove e trinta horas segunda convocação se reuniram os trabalhadores pertencentes, a categoria do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material elétrico de Canela no Auditório do Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Canela, sita na Rua Padre Cacique, 659 em Canela/RS a fim de tratar de assuntos pertinentes ao edital publicado no Jornal do Comércio no dia 25 de março de 2014. Dando início aos trabalhos o Sr. Francisco Pedroso Laurindo, Presidente da Entidade Sindical, observou que conforme Estatuto, a partir daquele momento a assembleia era soberana em definir quem presidia a mesma, e colocando como candidato à presidí-la sendo proclamado por todos e de logo já nomeando o Sr. Eneu Renato dos Santos para secretariar os trabalhos. Depois de uma breve apresentação o Secretário passou a ler o Edital de convocação e seguiu-se com a seguinte ordem do dia: 1º) interesse da categoria em revisar total ou parcialmente e / ou fixar normas coletivas de trabalho no corrente ano, através de acordos e ou convenções coletivas de trabalho ou mesmo de solução judicial; 2º)Discussão e deliberação da pauta de reivindicações a ser encaminhada a respectiva entidade patronal; 3º) Concessão de poderes a diretoria da entidade para realizar tratativas negociais e a realização de acordos e ou convenções coletivas de trabalho ou mesmo de solução judicial, através de ajuizamento do conflito caso resultem negativas as negociações; 4º) Deliberação a cerca da conveniência ou não de fixação da contribuição assistencial em favor da entidade, definição do valor da mesma e garantia de direito de oposição para os não sócios do sindicato, na própria assembleia ou em prazo e forma que esta fixar para tal; 5º) Estratégias da Campanha Salarial. Feito a leitura do edital, o secretário passou a palavra para o presidente e este falou sobre os itens 1, 2, 3 e 5. Foram aprovados pela assembleia, e o item 4 foi discutido e aprovado pela assembleia da fixação da contribuição assistencial que ficou todo o trabalhador da base do Sindicato dos Metalúrgicos de Canela descontarão de todos os integrantes da categoria, beneficiados pelo presente acordo, a importância equivalente a 03 (três) dias de salário sendo o primeiro no fechamento do acordo e os outros nos meses de novembro de 2014 e janeiro de 2015, já reajustado. E também foi fixado na assembleia dois dias úteis a partir do dia (29) vinte e nove de junho, para os não sócios fazer oposição ao desconto assistencial na sede da entidade na rua Padre Cacique, 659 em Canela, no horário das 8h (oito) horas ás 11:30h (onze e trinta horas) e tarde das 13:30 (treze e trinta horas) ás 16:30 (dezesseis e trinta horas). A proposta foi colocado em votação a qual foi aprovada por unanimidade. Como nada mais havendo a tratar e como ninguém mais quis fazer o uso da palavra o presidente dos trabalhos determinou que fosse lavrada a presente ata que segue assinada por mim secretário desta assembleia o qual lida e aprovada foi por nós assinada.
Canela, 28 de março de 2014.
Francisco Pedroso Laurindo - Presidente
Eneu Renato dos Santos - Secretário


   

 

Indicadores Econômicos

Metalúrgico
Reajuste Geral
9,5% em 01 de julho de 2013
Piso À PARTIR DE 01.05.2013
R$838,20 R$ 3,81/h - Primeiros 90 dias
Piso À PARTIR DO QUARTO MÊS
R$897,60 R$ 4,08/h.
Piso À PARTIR DE 01.02.2014
R$ 1012,00 R$ 4,60/h

R$ 679,80 R$ 3,09/h (APRENDIZ DO SENAI)


Auxílio Estudante
R$ 897,60 - PARCELAS DE R$ 448,80 EM JULHO E OUTUBRO
Auxílio Creche
R$ 191,59

Reparação de Veículos
Reajuste Geral
10% em sobre salário vigente em 01/05/2012

Antecipação de 1,5% à partir de 01/11/2013
Piso Salarial
R$ 902,66 ou R$ 4,10 por hora

Piso Salarial Borracharia
R$ 805,42 ou R$ 3,66 por hora.
Piso Salarial APRENDIZ (ATÉ 06 MESES)
R$ 805,42 ou R$ 3,66 por hora.

Auxílio Estudante - Reparação
R$ 902,66 em duas parcelas de
R$ 451,33:
setembro e outubro.
 
Leia as Principais Notícias
Notícias
Assédio Moral
É importante ressaltar que o assédio moral corresponde a um fenômeno típico da sociedade atual, não se restringindo a um local específico, mas, antes, constituindo um problema de amplitude global. Apesar disso, a forma como ele se manifesta varia de local para local, o que acaba por dificultar sua definição e estabelecer uma só terminologia. Trata-se de uma psicologia do terror, ou, simplesmente, psicoterror, comumente denominado, o qual se manifesta no ambiente de trabalho por uma comunicação hostil direcionada a um indivíduo ou mais. A vítima, por seu turno, como forma de defesa, reprime-se, desenvolvendo um perfil que somente facilita ao agressor a prática de outras formas de assédio moral.
Ademais, a prática do assédio moral é deveras degradante ao ambiente de trabalho, posto que, com os comportamentos, palavras, atos, gestos e escritos direcionados à vítima, além de desestabiliza-la, gera-lhe um desgaste emocional, culminando com sérios prejuízos à saúde mental e física, inclusive marginalizando-a, progressivamente, do processo produtivo e da organização do trabalho.[6] Torna-se, assim, extremamente penoso ao trabalhador, braçal ou intelectual, a continuidade da relação laboral.
O Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, ao proferir acórdão da lavra da Desembargadora Relatora Carmen Gonzalez, no Recurso Ordinário de nº 00036-2008-352-04-00-0, no qual trata da matéria, julgado em 16.10.2008, definiu assédio moral como sendo: “[…] a repetição, ao longo do tempo, de agressões veladas, muito embora ligadas entre si, que, em outros casos, se isoladas, seriam irrelevantes, ou toleráveis. Agrava-se o mobbing, pela determinação patronal de cumprimento de ordem manifestamente impossível, alterando desarrazoadamente a jornada da empregada que volta da licença-maternidade para horário incompatível com o funcionamento de berçários e creches”.
Nesse diapasão, o assédio moral deflagra uma verdadeira guerra psicológica no local do trabalho, agregando dois fenômenos: o abuso de poder, o qual é rapidamente desmascarado e não é aceito necessariamente pelos empregados, bem como a manipulação perversa, instalando-se de forma insidiosa, mas não menos devastadora que o abuso de poder. O assédio nasce como algo inofensivo, propagando-se insidiosamente. Inicialmente, as pessoas envolvidas negam-se em reconhecer que estão ofendidas levando desavenças e maus-tratos na brincadeira. Porém, os ataques multiplicam-se com o passar do tempo e a vítima passa a ser acuada, inferiorizada, ademais, submetida a manobras hostis e degradantes durante um período maior. Assim, consoante o entendimento do Tribunal Superior do Trabalho, o assédio moral se caracteriza por atitudes deliberadamente perversas, com o objetivo de afastar o empregado do mundo do trabalho e que provoca danos à sua personalidade, à sua dignidade e até mesmo à integridade física ou psíquica, põe em perigo o emprego e degrada o ambiente de trabalho.



Saiba mais sobre a Caixa
Saiba mais sobre o Justiça do Trabalho
Saiba mais sobre CUT
Saiba mais sobre a Receita Federal
Saiba mais sobre o Ministério Trabalho e Emprego
Saiba mais sobre o Programa Fome Zero
Saiba mais sobre Indicadores Econômicos
Sindicato dos Metalúrgicos - Rua Padre Cacique, 659. Canela/RS. CEP: 95680-000 Fone: (0xx54) 3282 3093.